Domingo, 01 de Agosto de 2021
62 41020134
Saúde CORONAVÍRUS

A partir deste sábado, 13 de março, apenas serviços essenciais podem funcionar em Pires do Rio

A Prefeitura decretou lockdown por 10 dias em função do aumento no número de casos e mortes por Covid no município

12/03/2021 18h04 Atualizada há 5 meses
Por: Rosângela Aguiar
A partir deste sábado, 13 de março, apenas serviços essenciais podem funcionar em Pires do Rio

A falta de leitos de UTI e de enfermaria destinados a pacientes com Covid-19 nas cidades vizinhas e em Goiânia e o aumento do número de casos positivos e mortes em Pires do Rio, levou a prefeitura a endurecer as regras sanitárias e decretar o fechamento de todas as atividades por 10 dias. A exceção é o chamado serviço e atividade essencial, como supermercados e afins, farmácias, clínicas e unidades de saúde, postos de combustível, borracharias, oficinas mecânicas, indústrias e agências bancárias. Os demais estabelecimentos devem fechar as portas sob pena de multa e até interdição.

“Até o final de janeiro os índices em Pires do Rio estavam estáveis e seguramos essa decisão de fechar tudo por mais de 15 dias. Sabemos que é difícil para todos, mas se faz necessário para conseguirmos conter o avanço da pandemia em nossa cidade”, argumentou a prefeita de Pires do Rio, Cida Tomazini, durante entrevista coletiva na manhã dessa sexta-feira, 12. E a prefeita fez um apelo para que a população respeite o decreto, só saia de casa se necessário, usando sempre máscara e higienizando as mãos com álcool em gel. “Estamos vivendo o pior momento da pandemia e depende de cada um de nós para que essa doença não avance mais em nossa cidade. Cada cidadão e cidadã também é responsável no combate à essa doença”, disse Cida Tomazini.

O Decreto 7.720 publicado nesta sexta, dia 12 de março, coloca Pires do Rio em situação de Emergência e estabelece medidas restritivas de circulação de pessoas e fechamento de diversas atividades.  “Em 28 dias de fevereiro nós registramos 179 novos casos de covid e quatro mortes em nosso município. E em apenas 12 dias de março foram confirmados 128 novos casos e quatro mortes. O alarme soou para nós e por isso a decisão de tomar essa medida extrema”, enfatizou o secretário Municipal de Saúde, Bruno Maia. Ele explica que a decisão se baseou nas recomendações da Secretaria Estadual de Saúde, Regional de Saúde Estrada de Ferro e Ministério Público Estadual.

Bruno Maia alertou, ainda, que o maior índice de contaminação acontece dentro de casa, quando alguém da família se expõe, saindo sem utilizar a máscara, sem higienizar as mãos e tendo contato com outras pessoas em festas ou bares, e na volta acaba passando o vírus para as pessoas com quem mora. “O primeiro lugar de contaminação está dentro de casa. Em segundo, nos bares e restaurantes e em terceiro nas UTIs. Está provado cientificamente que está em nossas mãos, em nossas atitudes dentro de nossas casa, evitar a doença. Cuidem-se, usem máscara, higienize as mãos. Esta ainda é a melhor forma de conter o avanço do vírus”, alerta o secretário de Saúde de Pires do Rio.

“Reconhecemos que o comércio não essencial será o mais penalizado com esse decreto, mas pedimos compreensão de todos. A decisão do que é ou não serviço essencial é baseada em lei federal, não temos esse poder. Esse é um remédio amargo que temos que tomar agora para evitar uma situação ainda pior”, enfatizou a prefeita, Cida Tomazini.

Clique aqui e leia o decreto.

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias