Domingo, 01 de Agosto de 2021
62 41020134
Cidades IQUEGO

Estatal goiana pode ser polo de produção de vacina contra Covid

O pedido ao Ministério da Saúde foi feito nesta sexta-feira, dia 21, pelo Governador Ronaldo Caiado

21/05/2021 17h12 Atualizada há 2 meses
Por: Rosângela Aguiar
Iquego. Crédito: Contexto
Iquego. Crédito: Contexto

 

Entre as 20 indústrias públicas de medicamentos do país e a maior do Centro-Oeste, a Indústria Química do Estado de Goiás (Iquego) pode figurar entre as empresas que compram, envasam e produzem vacinas da farmacêutica chinesa Sinopharm contra a Covid-19. O pedido foi feito ao Ministério da Saúde nesta sexta-feira, dia 21 de maio, pelo governador Ronaldo Caiado. As doses seriam destinadas ao Plano de Imunização Nacional e distribuídas para todos os estados do país.

 

“Deixamos claro nosso interesse de não só envasar e distribuir a vacina, mas também no decorrer do tempo poder participar de todo o processo, inclusive pesquisas, uma vez que esta é uma vacina que iremos ter que tomar todos os anos”, disse o governador Ronaldo Caiado durante entrevista coletiva.

 

A Iquego, apesar de ser a maior empresa farmacêutica pública do Centro-Oeste, ficou sete anos fechada, e reabriu as portas em julho de 2020 para produção de álcool em gel e líquido para os órgãos públicos. A vacina da farmacêutica chinesa Sinopharm já foi aprovada para uso emergencial pela Organização Mundial da Saúde (OMS), mas ainda não há autorização no Brasil. Segundo o governador, a expectativa é que o imunizante chegue ao país no segundo semestre.

 

De acordo com informações do site G1, o Ministério da Saúde e com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) ainda não confirmaram se existe negociação para a compra e registro da vacina da Sinopharm. O governador Ronaldo Caiado afirmou que a Iquego tem interesse na compra da vacina da Sinopharm. “Eu disse ao ministro Marcelo Queiroga do interesse da Iquego, que poderá adquirir e repassar imediatamente ao Plano Nacional de Imunização”, afirmou o governador.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias